Bem ti vi

Para você, Letícia, meu Bem-te-vi".
Viste, hoje, o passarinho na janela?
Tão frágil, tão pequeno, tão delicada fera.
Parece procurar-te, de primavera, em primavera. Até pousar cansado, noutra janela.
Ouviste-lhe, acaso, o canto de saudade? Também eu te procuro minha bela.
Encontro-te no meu peito, fiz-te um ninho, aconcheguei-te no meu altar.
É que aquele passarinho na janela lembrou-me o dia que há muito já perdi.
Bem me quiseste, e tanto bem te quis...
Quiseste mais, eu sei, compreendi. Tu frágil, doce, bela...
Lembro-me de ti. Esquecer-te, meu amor, seria como me esquecer de mim.
É que aquele último dia cerrou-te os olhos delicadamente, e entre beijos eu te vi partir...
Voaste!... Voaste firme e decididamente.
De volta para dentro de mim,
E eu... Fiquei aqui, a lembrar-te de ti, a sonhar contigo, esperando o dia em que poderei te ter aqui, em meus braços para abraçar-te, beijar-te, beijar-te, beijar-te..
Te espero até depois do fim.

Amigos

sábado, 22 de outubro de 2011

22/10/11, 1 Semana sem Você...



Agradeço a todos de coração por todas as mensagens, algumas muito bonita falando de Deus. Porem peço que não falem mais de Deus para mim, pois durante esses dias pude constatar que ele não EXISTE... Não pedi para engravidar da Letícia, tenho certeza que ela também não pediu para nascer, ela simplesmente veio e trouxe a nós ALEGRIA PLENA. Agradecia todo tempo a Deus pelo presente, por sua vida, por sua saúde, por me fazer tão bem, por me trazer tanta felicidade. Amava mais que tudo e sentia que era reciproco. Quando soube de sua doença senti uma dor imensa por não querer a ver sofrer, mas em momento algum imaginei que a fosse perder. Então comecei a buscar a Deus, pedi, clamei, supliquei, implorei e tive paz e a certeza que tudo daria certo, que ela não sofreria, que esse processo cirúrgico e pós cirúrgico seria tão rápido que iria passar sem que ao menos percebemos, em meio a tudo isso conseguia me sentir feliz pois achei ter resgatado uma fé que havia perdido quando minha Mãe morreu. A conclusão é que definitivamente Deus não existe... Não existe!!!
Se forem a uma penitenciaria vão conhecer centenas de criminosos, assassinos estrupa dores com uma saúde de ferro, todos muito bem do coração. Se observar os viadutos vão ver centenas de crianças abandonadas, crianças que nascem apenas para sofrer, setem fome, sede, frio, são discriminadas, ofendidas e vivem anos e anos sem nenhum problema de saúde. A também aquelas Mãe que abortam ou jogam no lixo e surpreendentemente elas sobrevivem, sobrevivem para ter uma vida infeliz sendo criadas sem Mãe. Então penso, nasceu a Letícia tão linda, tão bem, grande, gorda, saudável, perfeita. Porque Deus me daria e logo depois tiraria de uma maneira tão sordida... Prefiro acreditar que ele não existe a imaginar que é um monstro. Se ele existisse jamais daria para tirar em seguida. Se fosse seus planos me escutaria e não a deixaria sofrer, como ocorreu. Afinal o que fiz de tão grave para merecer isso??? Tiraria minha vida e não a dela um ser tão puro e inocente.
Amigos...
Não se engane, não percam tempo com religiões, ou orações, elas não são ouvidas...
A Letícia meu cheirinho mais doce e meu sentimento mais profundo existira apenas nas minhas lembranças dolorosas lembranças de dor e sofrimento que a vi passar.
Tenho a Karol a Gabi e o Ricardo por isso sou obrigada a continuar, mais minha vida nunca mais sera a mesma, meu coração parece que vai explodir com tanto sentimento de amor a ela e tanto sentimento de raiva, não de Deus pois esse não EXISTE mesmo. Raiva do mundo, da vida, do hospital, dos médicos de tudo.
Perdoa-me o desabafo mais precisava responder a vocês.

Um comentário:

Marla Desanoski disse...

Oi, li tua historia no blog perdi meu bebe, visitei o teu blog, realmente é muito triste ter uma pessoa ainda mais se tratando de filho e derrepente não se faz mais presente, sei exatamente o que é isto, pois só entende que passou as pessoas que falam ai eu entendo, eu imagino, não, não entende e nem imaginam pois a dor é imensa somente nós que passamos é que entendemos, perdi meu filho caçula tambem até hoje sofro muito ainda pois foi derrepnte tambem, posso dar um conselho, muitas vezes um conselho é a ultima coisa que queremos ouvir, por mais dificil que seja e ser compreendida não pensa assim não, nós somos muito pequeno para entender o grande plano de Deus, sei é dificil passei pela mesma coisa, já questionei a Deus tamebem, aprendi uma coisa em vez da gente pergunta porque eles foram , vamos perguntar porque eles vieram algum proposito Deus tem com a gente eu me sinto especial para Deus, Deus não que seus filhos sofram, para acontecer algo tão doloroso como nosso caso algo muito grandioso ele quer com a gente, volte a acreditar em Deus se não o sofrimento vai ser maior, procure mais a Deus peça para Ele a te ajudar a entregar a sua filha para Ele e pça para Deus te confortar o teu coração e pode ter toda certeza que ele te consolará, sei muito bem que é dificil, as pessoas falam que com o tempo a dor a meniza um pouco, mais infelizmente não é não, mas com Deus a gente encherga diferente e se tornamos pessoas mais calmas e mais serenas, Querida, fiquei triste com a tua hitoria vc com aquela felicidade plena que nem vc disse e derrepente se torna trite, não é facil mas pode ter certeza que a caminhada com Deus fica mais facil, e pode ter a toda certeza somos especias para Deus pois somos mães de anjos...Acredite, confie em Deus mesmo não te conhcendo mais estou rezando muito por vc, e vc vai ver vc vai encntrar paz em seu coração...bjus...