Bem ti vi

Para você, Letícia, meu Bem-te-vi".
Viste, hoje, o passarinho na janela?
Tão frágil, tão pequeno, tão delicada fera.
Parece procurar-te, de primavera, em primavera. Até pousar cansado, noutra janela.
Ouviste-lhe, acaso, o canto de saudade? Também eu te procuro minha bela.
Encontro-te no meu peito, fiz-te um ninho, aconcheguei-te no meu altar.
É que aquele passarinho na janela lembrou-me o dia que há muito já perdi.
Bem me quiseste, e tanto bem te quis...
Quiseste mais, eu sei, compreendi. Tu frágil, doce, bela...
Lembro-me de ti. Esquecer-te, meu amor, seria como me esquecer de mim.
É que aquele último dia cerrou-te os olhos delicadamente, e entre beijos eu te vi partir...
Voaste!... Voaste firme e decididamente.
De volta para dentro de mim,
E eu... Fiquei aqui, a lembrar-te de ti, a sonhar contigo, esperando o dia em que poderei te ter aqui, em meus braços para abraçar-te, beijar-te, beijar-te, beijar-te..
Te espero até depois do fim.

Amigos

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

Sera possível uma Mãe se despedir de seu filho???

Papai já tinha escolhido o presentinho de natal... Estava guardadinho em meu e-mail o link o presentinho que Papai escolheu com tanto carinho...
É incrível como fazíamos planos a Você... Como esperávamos com tanto desejo cada momento que viveríamos felizes...
Chegou o Natal e cade Você meu Amorzinho???
Mudamos a cor do presentinho e entregamos ao Gustavo, Filha é incrível como nada é por acaso essa semelhança de vocês, o jeitinho único que Vocês tem em comum...
No momento em que entregamos o Bibi a ele pude ver a carinha que você faria... Te senti por perto!!!

Ao invés de entregar a Você o Bibi embrulhado num pacote de presente bem bonito, em seguida colocar Você em cima e sair empurrando pela casa, entreguei a Você no cemitério um vasinho  de flores, a Você e a Vovó...

Dia 12/10 estava internada, ainda na UTI pós operatória se recuperando da cirurgia... Foi o primeiro dia que a Mamãe foi para casa desde o dia 03/10 quando a internamos... Fomos porque precisávamos comprar seu presentinho de dia das crianças...
Com muita dor no coração por ter deixar sozinha no hospital fui, e ao entrar na loja de brinquedos chorei feito uma doida... Chorei porque era seu dia e Vc não estava conosco... Chorei porque estava com febre e isso me preocupava muito... Chorei porque estava la cheia de tubos e fios por todo seu corpinho e não estava em casa em seu bercinho brincando com os presentinhos que ganharia...
A loja estava lotada, cheia de crianças correndo de um lado para outro, gritando, sorrindo, chorando... Estava cheia também de Pais como nós... Papai e Mamãe a procura de um brinquedinho especial a seu filho, a diferença e que todos os outros Pais estavam felizes e nós tristes demais por estarmos em busca de algo pequeno que não chamasse tanta atenção para poder entrar na UTI... Não compramos o que gostaríamos e sim o que poderíamos levar até Você...
Papai se encantou com uma joaninha que andava e tocava musiquinha, na caixa estava escrito que era ideal a crianças acima de 6 meses pois estimulava o engatinhamento... Ficamos sonhando com Você engatinhando atrás da joaninha...

Por fim escolhemos essa abelhinha que vibra e canta musiquinha... Um monte de musiquinhas diferentes inclusive de ninar... Compramos ela, no outro dia logo pela manha levei-a ao hospital, Você estava acordada, mas não quis saber da abelhinha... eu mostrava a Você e Você virava o rostinho... Não quis saber de olhar para a Mamãe também, Mamãe te chamava e não olhava...
Estava triste né filha... Mamãe também!!!
Não percebi que era uma despedida, a Dra. Wilma disse que Você estava brava com a Mamãe achando que a Mamãe havia abandonado Você;;; Será???
Enterramos ela junto a Você... Antes de fechar o cachão apertei o botãozinho para Você ficar ouvindo musiquinha, como sempre foi aqui em casa desde que nasceu, ouvíamos musiquinhas e cantávamos a Vc!!!
Ganhei de Presente de Natal da minha irmã, um pingentinho chamado Anjo de ouro, com um bilhetinho que diz:
Bia, queria muito que esse natal fosse o mais feliz de todos, porem sabemos que perdeu seu brilho..
Queria te dar 3 bonequinhas, mas a Karol e a Gabi estão próximas de nós, a Lelê, eternamente em nossos corações.
Nossa Anjinha é de ouro, pois é e sempre sera nosso Potinho de ouro, essa foi uma pequena forma de trazer para o seu peito ela que já é e estará para sempre em nossos corações...
Te amamos, Ana, Nath, Biel e Amandinha.
Não preciso nem dizer que amei o presente, o quanto ele representa a mim...
Letícia meu potinho de ouro, as coisas mudaram radicalmente, Hoje a tenho de uma maneira diferente, ao invés de te carregar no colo, te carrego no coração, ao invés de te entregar brinquedos, te levo flores, ao invés de sorrir te vendo crescer, choro por não poder mais te enxergar e sim imaginar como estaria e como pode estar agora...
O Amor minha pequena, é a única coisa que não mudou, só cresceu e cresce a cada dia, a saudade essa sim esta judiando bastante da mamãe...
Dr. Sirley disse que preciso me despedir, que a maneira como farei isso vai depender da fé que preciso resgatar, poderei sim voltar a acreditar em Deus e com isso ter a certeza de que continua em algum outro lugar a minha espera, se acreditar nisso minha despedida vai ser temporária, sera apenas um até logo, se não consegui me convencer disso a despedida sera um Adeus... De qualquer modo preciso me despedir para Você ficar em paz e eu continuar por aqui mais um pouco, vivendo de uma maneira menos dolorosa...
Dra. Sirlei disse e eu sei que jamais esquecerei de Você... Que jamais deixarei de te amar e com o tempo vou aprender a conviver com a saudade...
Sera que sera assim???
Com minha Mãezinha foi, mas com Você filha tudo é muito mais intenso...
Morreria por você e para estar com Você.
Em fim, como sera possível uma Mãe se despedir de seu filho???
Veremos...

3 comentários:

Cássia Cohen disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Cassia Cohen disse...

Minha querida Fabi...estou chorando...doi muito ler seus relatos,a historia da linda Leticinha...doi ver sua dor,seus deseperos,suas loucuras...conheço tudo isso...vivi e vivo ainda tudo isso,hoje acontece com uma intensidade e frenquencia menor,mas,ainda assim é enlouquecedor...Os meus bebes nasceram no dia primeiro de abril e o Oliver morreu no dia 06...um dia depois do nascimento da Lele...Esse ano trouxe um grande desafio pra nós é o ano que vamos amar e odiar ao mesmo tempo...desajar que nunca acabe pra continuarmos sentindo os nossos bebes mais proximos e por outro lado desejar que acabe logo e esquece-lo pra sempre,pois em 2011 nosso coração foi arranco sem anestesia...Fico feliz Fabi que voce esteja procurando ajuda,indo a psicologos,psiquiatra e tomando os remedios...foi o que fiz...e continuo fazendo...no dia seguinte a morte dele ja corri pra pedi ajudar medica,não conseguiria suportar...segui dopada muitos dias,sem a anestesia dos remedios seria impossivel sobreviver pra cuidar do Chris...Escrever no blog foi um grande terapia e uma forma de colocar pra fora minha ira e revolta e voce faz muito bem escrever tambem e ao contrario do que voce pensa consegui entende perfeitamente o que voce escreve e acompanhar e entender esses seu terrivel momento.Eu minha linda tenho encontrado força criando uma comunidade de mulheres sofridas e feridas com nós....No facebook temos uma pagima MULHERES FERIDAS QUE VOAM,essas mulheres somos nós,feridas por perder nossos filhos e juntas vamos aprender a voar,isto é a voltar a viver,a trabalhar,cuidar dos nossos outros filhos e maridos...estou conlcuindo um site especialzado na perda de filhos,ja gostaria de ter colocado no ar,mas,essas emocões de final de ano me paralizou.Bom te encontar...sinto muito por ser nessa dificil situação,mas,estamos juntas nessa e vamos ser um suporte uma pra outra e Deus vai nos ajudar.Vou te mandar o link do facebook e o link de um video que fiz agora no natal sobre uma nova tradição pra lembrarmos dos nossos bebes...suas filhas são todas lindas,fiquei apaixonada por elas e a Lele não é só o tesouro no fim do arco-iris..ela é o proprio arco-iris.Se precisar de mim,estou aqui pra voce...nao se torture,viva seu luto como voce quiser,chore,grite e nao tenha medo de enlouquecer...as vezes precisamos disso..eu enlouquecir varias vezes...faça o tratamento direitimnho com o psiquiatra pra mim foi e tem sido muito importante...obrigada por visitar meu blog e por expor com tanta clareza e verdade sua dor,tenho certeza que logo logo voce vai estar ajudando outras mães a sobrevirem essa dor...um abraço bemmm apertado...
http://www.facebook.com/mulheresferidasquevoam
http://www.youtube.com/watch?v=CG-9gSmDyBY

Fabi disse...

Obrigada Cassia, foi confortante encontrar Vc!!!
Vou entrar nos links que me mandou.
Bjus e se puder da uma olhadinha no que postei depois.