Bem ti vi

Para você, Letícia, meu Bem-te-vi".
Viste, hoje, o passarinho na janela?
Tão frágil, tão pequeno, tão delicada fera.
Parece procurar-te, de primavera, em primavera. Até pousar cansado, noutra janela.
Ouviste-lhe, acaso, o canto de saudade? Também eu te procuro minha bela.
Encontro-te no meu peito, fiz-te um ninho, aconcheguei-te no meu altar.
É que aquele passarinho na janela lembrou-me o dia que há muito já perdi.
Bem me quiseste, e tanto bem te quis...
Quiseste mais, eu sei, compreendi. Tu frágil, doce, bela...
Lembro-me de ti. Esquecer-te, meu amor, seria como me esquecer de mim.
É que aquele último dia cerrou-te os olhos delicadamente, e entre beijos eu te vi partir...
Voaste!... Voaste firme e decididamente.
De volta para dentro de mim,
E eu... Fiquei aqui, a lembrar-te de ti, a sonhar contigo, esperando o dia em que poderei te ter aqui, em meus braços para abraçar-te, beijar-te, beijar-te, beijar-te..
Te espero até depois do fim.

Amigos

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

Queria mesmo, era poder cantar para você dormir...

Filha linda, coração da mamãe bate acelerado por você... Pensar em você, lembrar de você, reviver cada momento que passamos juntas é o que me rege hoje... Fico olhando suas roupinhas, sentindo seu cheirinho e imaginando você vestida com cada uma delas... Penso que a maioria não estaria mais te servindo, embora fosse pequenininha, tava crescendo bastante... As vezes tiro tudo de dentro da sua caixinha onde fica as tiaras de cabelo, os elastiquinhos, as presilhas e sonho imaginando aqueles cachinhos macios que mamãe gostava tanto de acariciar... E os sapatos? tantos pares de sapato e só dois servia em seus pezinhos tão delicados... As vezes mamãe fica um tempão observando suas fraldas ganhadas no chá de bebe... tantas, que não chegou a usar nem a metade, então mamãe pensa se estivesse aqui não teria mais fraldas, ou estaria acabando...
Sabe filha linda, mamãe sente vontade de doar suas coisinhas, mas a vontade é repentina, vem e passa, mamãe pensa como poderei me desfazer das coisas da minha filha??? É DELA... Tudo dela... O berço desmontado, a cadeirinha do carro, o chiqueirinho que usou tão pouco na casa da baba, a cadeirinha de refeição que só usou uma vez... Puxaa... Suas coisinhas... Acredita que ainda tem uma papinha no freezer??? Como jogar fora??? como???
Difícil demais ir ao mercado fazer compras e não comprar seus suquinhos de soja, sua pêra que mamãe fazia suco e você gostava tanto, e o pêssego... ahhh o pêssego, como ver pêssego e não lembrar de você comendo com tanto gosto, o mamãozinho, a laranja lima, os legumes para papinha...

Nossaaa... Ao passar pelo corredor de higiene pessoal mamãe fica ainda mais angustiada, vontade tremenda de pegar o shampoo e o condicionador para cachos definidos e jogar logo no carrinho no meio da compra, comprar tudo para você... Esses dias Mamãe pensou no danoninho, acho que mamãe ja teria dado para você experimentar, sera que gostaria??? E os brinquedinho que papai vira e mexe olha na internet, como se estivesse pesquisando o brinquedo ideal para a idade ideal, imagino a vontade que ele tem de comprar a você os brinquedos, imagino a dor que ele sente por não poder efetuar essas compras...

Ohh filha amada,
que falta me faz,
como viver sem você???
como meu amor???
como???
Nunca vou entender,
nunca vou me acostumar,
nunca vou aceitar...

Você se faz presente em tudo na minha vida, meu coração pulsa ao ouvir seu nome, Amo falar de você... Mas, queria mais, muito mais... Hoje sou uma mãe diferente, sou uma mãe de Anjo, difícil me adaptar a essa nova maneira de ser... Quem disse que eu queria ser mãe de Anjo??? Não, juro que isso nunca passou pela minha cabeça, queria mesmo era te ter comigo, aqui juntinho a mim, dormindo no meu colo, mamando seu tete, se lambuzando e lambuzando a mamãe de papinha, queria mesmo te ver tomando banho de chuveiro com o papai, queria muito cantar para você dormir, só isso!!!

2 comentários:

Marla Desanoski disse...

Ai amiga, como é dolorido td isso...
Eu também sabe fico imaginando meu bebe aqui comigo com certeza ele estaria bem arteirinho, fazendo suas artes ai que delicia, não que meus outros filhos não são meus xodós, eles são pequenos ainda faz muitas graçinhas especialmente o felipe que tem 3 anos, mas o miguel é meu caçulinha estaria com 1 aninho meu filho caçula o protegido da mamãe...
Mas amiga uma coisa eu conclui, eu pelo menos quando fico imaginando isso como ele estaria hoje se estivesse aqui comigo eu sofro muito, pois eu olho e vejo que só é imaginação não é real, dai eu paro penso e choro muito...eu como vc eu amo falar dele é como eu sentisse ele pertinho de mim, mas quando eu imagino como iria ser se ele estivesse aqui comigo, eu sofro muito pois eu sei que nunca vou saber isso, mas que nem vc disse no comentario anterior, um dia vamos nos encontrar tenho essa expectativa também, e tenho fé...
Amiga por mais dificil que seja, pois eu sinto muita falta de meu anjo e sei que sentirei para sempre, sabe, to tentando fazer planos para minha vida futura e está me fazendo bem, estou sentindo menas dor, Graças a Deus...(quando pudermos conversar contarei meus planos)
Então amiga, vc sabe né, torço muito por vc, vc sabe disso, tente ficar bem amiga...Amo vc!!!bjusss...

Fabi disse...

Nossos caçulas né Marla, aqueles que eram para ficarem mais tempo com agente, debaixo da barra da saia, nós protegendo como onças nossos bebes, mesmo depois de grandes seriam para sempre nossos bebes... Justamente eles partiram primeiro, e pior, partiram para não mais voltar, nem mesmo num rapido almoço de domingo... Nossos caçulas agora são Anjos, como pode uma coisa dessas??? Difícil demais se acostumar a isso, impossível não lembrar, não se revoltar...
Em fim,
Ainda bem que temos uma a outra a nos apoiarmos né?
Beijos minha querida!!!