Bem ti vi

Para você, Letícia, meu Bem-te-vi".
Viste, hoje, o passarinho na janela?
Tão frágil, tão pequeno, tão delicada fera.
Parece procurar-te, de primavera, em primavera. Até pousar cansado, noutra janela.
Ouviste-lhe, acaso, o canto de saudade? Também eu te procuro minha bela.
Encontro-te no meu peito, fiz-te um ninho, aconcheguei-te no meu altar.
É que aquele passarinho na janela lembrou-me o dia que há muito já perdi.
Bem me quiseste, e tanto bem te quis...
Quiseste mais, eu sei, compreendi. Tu frágil, doce, bela...
Lembro-me de ti. Esquecer-te, meu amor, seria como me esquecer de mim.
É que aquele último dia cerrou-te os olhos delicadamente, e entre beijos eu te vi partir...
Voaste!... Voaste firme e decididamente.
De volta para dentro de mim,
E eu... Fiquei aqui, a lembrar-te de ti, a sonhar contigo, esperando o dia em que poderei te ter aqui, em meus braços para abraçar-te, beijar-te, beijar-te, beijar-te..
Te espero até depois do fim.

Amigos

sábado, 18 de fevereiro de 2012

Você em mim...


SINTO A TUA
PRESENÇA
Embora não possa te ver
Embora não possa te abraçar
Sinto a tua presença
Como uma leve brisa
A me acariciar.Não importa quanto tempo
Ainda terei que esperar
O momento
Em que poderemos Nos reencontrar.Sinto falta do teu cheiro
Do teu sorriso, do teu olhar
Todavia, não me falta esperança
Que me faz acreditar e para sempre te esperar...


Um comentário:

Ana Lucia Decorações disse...

ela esta com você, asim como uma mãe que parte creio que não se afasta dos filhos, tenho certesa que ela tambem esta com você, mesmo que os olhos não encherguem mas tenho certesa da presensa dela...