Bem ti vi

Para você, Letícia, meu Bem-te-vi".
Viste, hoje, o passarinho na janela?
Tão frágil, tão pequeno, tão delicada fera.
Parece procurar-te, de primavera, em primavera. Até pousar cansado, noutra janela.
Ouviste-lhe, acaso, o canto de saudade? Também eu te procuro minha bela.
Encontro-te no meu peito, fiz-te um ninho, aconcheguei-te no meu altar.
É que aquele passarinho na janela lembrou-me o dia que há muito já perdi.
Bem me quiseste, e tanto bem te quis...
Quiseste mais, eu sei, compreendi. Tu frágil, doce, bela...
Lembro-me de ti. Esquecer-te, meu amor, seria como me esquecer de mim.
É que aquele último dia cerrou-te os olhos delicadamente, e entre beijos eu te vi partir...
Voaste!... Voaste firme e decididamente.
De volta para dentro de mim,
E eu... Fiquei aqui, a lembrar-te de ti, a sonhar contigo, esperando o dia em que poderei te ter aqui, em meus braços para abraçar-te, beijar-te, beijar-te, beijar-te..
Te espero até depois do fim.

Amigos

sexta-feira, 1 de junho de 2012

Minha vida sem você***

Aprendendo a sobreviver de uma maneira meios espinhosa...
Hoje acordei pela manhã e pensei:
Não posso, eu não aguento, não tenho essa força...
Vou sentar e chorar para sempre...
De repente pensei, vamos Fabiana, aguenta firme, mais um pouquinho, vamos!!!
Fui,
Levante lentamente e comecei mais um dia, tomei meu remédio e fui para a hidroterapia... Enquanto estava la submerse a agua pensei:
Nossaaaa como a vida da gente muda... Como tudo mudou...
Era para eu estar agora, vivendo a melhor fase da minha vida, chegando correndo do trabalho preocupada em fazer papinha, era para estar fascinada com a Letícia andando e brincando pela casa, 1 ano e 2 meses, estaria aprontando todas, brincando, sorrindo, chorando, fazendo beicinho, manha, querendo dengo, oferecendo carinho, ganhando cafuné, comendo comidinha (arroz, feijão, carninha), comendo danoninho, gelatina, tomando suquinho, mamando tetê...
Sera, tetê aindaaa???
Acho que sim, amava amamenta-la!!!
Agora vive la longe de mim no céu, ao invés de Mamãe, Papai e irmãs, tem as vovós, o vovô a tomar conta, a bajula-la, e os amiguinhos, Anjinhos filhos das amigas da Mamãe...
E nós ficamos aqui, morrendo de saudades, apenas com as lembranças de tudo o que vivemos e pior de tudo o que deixamos de viver e imaginamos!!!
Do outro lado da academia, tem uma turminha de bebes fazendo natação, e eu penso, nossaaaaa, porque minha filha não tem esse direito, porque eu não tenho... Porque perdemos o direito de viver nossa historia tão linda de amor...
Hoje porem vivemos de uma maneira tão diferente, tão sofrida, tão difícil...
Cade minha pequenininha, cadê???
Tento ser forte, não quero prejudica-la com todo esse meu sofrimento, mas nossa, não consigo, tem horas que é mais forte que eu!!!
Puxa, eu só queria ela aqui comigo, só isso, é  muito uma mãe querer viver sentindo o cheirinho de seu filho???
Em fim,
Momentos dificies, essa hidroterapia tem mexido realmente comigo, de vez enquanto pego as pessoas olhando para mim, então eu penso:
Porque???
Logo percebo que é porque choro sem perceber...
Tristeza estampada na face, estancada no peito... Vazio absoluto.
Momentos de instabilidade total, ansiedade, tristeza, variação de humor, tristeza, confusão total, tristeza, irritabilidade, tristeza, desanimo, tristeza, crises de surtos clínicos, tristeza, dor no coração, tristeza, dor de cabeça, tristeza, dor no corpo, tristeza, mente atordoada, tristeza, euforia, tristeza, mudança de planos, tristeza, tristeza, tristeza...

A única certeza é o amor!!!
Filha, te amo hoje, amanhã sei que amarei muito mais, e assim sucessivamente até o dia em que encontrarei você, nesse dia, te abraçarei, te beijarei, farei carinho, cafuné, cantarei para você dormir, brincaremos juntas, contarei estorinha, cantarei musiquinha e depois de tudo isso,
Adivinha:
Te amarei mais ainda!!!

Letícia meu amor maior, meu amor maior que eu!!!

4 comentários:

Kathia Porto disse...

Hoje amiga tudo que vc escreveu esta descrevendo me....Tristeza estampada na cara...mais um dia difícil q temos q passar momentos de choro incontrolável vontade de deitar e chorar, chorar, chorar o dia todo...mais não podemos levantamos secamos a lagrimas vamos a luta....
Desculpe pelo desabafo.
Beijos minha linda e fique em paz é só mais um dia.

Nathacha Caroline disse...

é difícil... agora vamos contar com o tempo, com amor das pessoas a nossa volta... Força, ñ vivi tudo que vc viveu, mas entendo muito da sua dor...lendo o q vc escreveu me vejo muito e vc.
Bjos e fique com Deus

ELIS MARQUES disse...

Fabi, hoje eu vivi uma situação bem parecida com essa... ao sair do serviço,estava o marido de uma colega de serviço com os seus dois filhos, um de 4 e o outro de 6 anos a esperando, os dois garotos estavam fazendo a maior farra ali no pátio externo da empresa, eles ficavam brincando de lutinha e a mãe os repreendendo... eu brinquei com ela dizendo ser o efeito de muito testosterona(mas lá no fundo eu já imaginei que o meu filho também estaria assim)... ela respondeu dizendo ser culpa do bendito Bem 10 e que essas brincadeiras sempre acabava com um chorando....
Caramba amiga, ai eu já vim para casa pensando que o Davy também estaria na idade de gostar do Bem 10, estaria querendo entrar em escolinha de futebol... nossa é tanta SAUDADES DO QUE NÂO VIVEMOS... coração já aperta... ai, ai só que passa sabe o que é ter que sobreviver sem a nossa melhor parte...
Fabiana, que bom que vc esta fazendo hidroterapia, a atividade física também ajuda muito a nos reequilibrarmos emocionalmente, meu psiquiatra sempre me aconselhava a praticar alguma atividade... te confesso que resisti bastante (afinal não tinha animo para nada), mas a quase um ano eu estou fazendo Muay Thai, e tenho gostado bastante, já desmamei de quase todos os remédios que tomava... lóoooogicoooo que as vezes eu tenho umas recaídas bravas, mas para isso eu já tenho meus remedinhos reservas lá guardadinhos para usar nas horas de desespero...
Amiga o seu amor pela sua família é inspirador... seu amor por sua “alegria plena” é lindo... vc é muito especial e eu amo amar vc!!!
Beijinhos de muita luz em seu coração.

Marla Desanoski disse...

Fabi minha amiga, sabe que as veses eu me pergunto a mesma coisa, porque eu não curto o meu filho caçula, não que seja melhor do que os outros de maneira alguma, amo igualmente os tres, mas o Miguel seria o mais novinho o meu xodozinho o bebe de casa, nossa, seria tão feliz eu com meus tres filhos juntos passeando, brincando, brigando, com os meus bebes, pode passar o tempo que for, mas a saudade e o amor vai permanecer pra sempre, é isso amiga, entendo perfeitamente teu sentimento, as veses eu acordo com um desanimo que nada muda, que nem vc sempre fala dias melhores e outros nem tanto.
Bejusss e um forte abraço de sua amiga de hoje e sempre...