Bem ti vi

Para você, Letícia, meu Bem-te-vi".
Viste, hoje, o passarinho na janela?
Tão frágil, tão pequeno, tão delicada fera.
Parece procurar-te, de primavera, em primavera. Até pousar cansado, noutra janela.
Ouviste-lhe, acaso, o canto de saudade? Também eu te procuro minha bela.
Encontro-te no meu peito, fiz-te um ninho, aconcheguei-te no meu altar.
É que aquele passarinho na janela lembrou-me o dia que há muito já perdi.
Bem me quiseste, e tanto bem te quis...
Quiseste mais, eu sei, compreendi. Tu frágil, doce, bela...
Lembro-me de ti. Esquecer-te, meu amor, seria como me esquecer de mim.
É que aquele último dia cerrou-te os olhos delicadamente, e entre beijos eu te vi partir...
Voaste!... Voaste firme e decididamente.
De volta para dentro de mim,
E eu... Fiquei aqui, a lembrar-te de ti, a sonhar contigo, esperando o dia em que poderei te ter aqui, em meus braços para abraçar-te, beijar-te, beijar-te, beijar-te..
Te espero até depois do fim.

Amigos

segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Lucas, O Anjo que vivi na terra.


Durante aqueles 11 dias em que estive no Incor tinha uma amiga ao meu lado, literalmente ao lado. Kátia acompanhava seu filho Lucas que estava no leito ao lado da Letícia, Letícia com 6 meses, Lucas com 8. Lembro-me que assim que entrei pela primeira vez naquela fria UTI para ver a Letícia que acabava de sair do centro cirúrgico conheci Kátia e também Lucas, Uma cena que muito me impressionou pois Lucas chorava e por estar com traqueostomia não emitia som algum apenas lagrimas escorriam, puxa doeu meu coração. A visita precisou ser rápida pois Letícia tinha acabado de ser operada as enfermeiras precisavam cuidar dela, logo pediram que nos retirássemos e no momento em que sai olhei para ela e disse:
-Por favor, fique de olho nela por mim?
Ela sorriu e disse:
-Vá tranquila, ficarei de olho!
Assim sucederam os dias.
O Lucas por estar na traqueio poderia ter a mamãe de acompanhante 24 horas por dia. Letícia por estar entubada não, eu podia ficar com ela apenas no horário da visita e na hora de ter que sair eu corria e fazia sempre o mesmo pedido a Kátia, que ficasse de olho no monitoramento da Letícia por mim, e ela generosamente respondia sempre com o mesmo sorriso esboçando-me confiança.
Um dia nos esbarramos fora da UTI e aproveitamos para conversar um pouco, contei para ela como formos parar ali, como descobrimos o probleminha no coração da Lelê, o susto, a fé, o sofrimento, a dor, momentos de angustia, o desespero, a confiança que tudo daria certo, e ela me contou a maneira como tudo aconteceu com o Lucas, todos os detalhes, a primeira internação, a primeira cirurgia, a difícil recuperação, a segunda internação, a segunda cirurgia, a recuperação que estavam vivendo até aquele momento, durante alguns instantes nos emocionávamos e uma generosamente amparava a outra... 
ERAMOS ALI, 2 MÃES MUNIDAS DE TODAS AS ARMAS DIANTE DA MAIS DIFÍCIL GERRA. LUTÁVAMOS PELA VIDA DE NOSSOS FILHOS!!!
No dia 15/10 quando cheguei la após receber o telefonema que me informava a intercorrência da Letícia, me deparei com Katia no corredor, ela entrou para saber de noticias e não mais saiu...
Na hora de vir embora escoltando o carro funerário, ela apareceu para se despedir de mim, disse:
-Não não tem nada que eu possa dizer, deixa apenas eu te dar um abraço.
Me abraçou...
Jamais esquecerei!!!
Eu também não tinha nada a dizer a ela, a não ser uma única coisa:
-Cuide do Lucas.
Um ano se passou e eis que ela me encontrou, foi muito emocionante nosso encontro, por isso posto aqui, para dividir com Vocês:

Kátia diz:
 Fiquei feliz em te encontrar um ano depois de tudo, a 02 meses encontrei o blog "letícia potinho de ouro" quando entrei lembrei na hora, chorei, chorei, chorei, chorei passou um filme na minha cabeça, lembrando a quela madrugada lembrando da lelê, da correria para salva-lá, lembrei da mãe que ficava andando pelos corredores de um hospital dias e dias, as poucas vezes ao dia que eu saia do lado
do meu filho na uti a encontrava pelos corredores
triste cabeça baixa e logo perguntava da lelè....e respondia está bem, ja tomou banho agora está dormindo.... mas meu coração dizia... tenha força mãe........ Abraços e me desculpe alguma coisa!

Os filhos são para as mães as âncoras da sua vida.
Ela tem a capacidade de ouvir o silêncio.
Adivinhar sentimentos.
Encontrar a palavra certa nos momentos incertos.
Nos fortalecer quando tudo ao nosso redor parece ruir.
Sabedoria emprestada dos deuses para nos proteger e amparar.
Sua existência é em si um ato de amor.
Gerar, cuidar, nutrir.
Amar, amar, amar...
Amar com um amor incondicional que nada espera em troca.
Afeto desmedido e incontido, Mãe é um ser infinito.
(Trecho do livro Minha mãe, meu mundo)
Há Fabi, se quiser que te ligo me manda o seu telefone, para conversarmos um pouco. 





Fabi diz:
Oi Kátia, fiquei muito emocionada agora lendo tudo o que me escreveu... Te procurei demais pela internet, mandei recado para a Raquel enfermeira pedindo que entregasse meu contato a Vc, te procurei entre as mães do Incor que mantenho contato e ninguém sabia de seu paradeiro, teve uma doida me disse que o Lucas tinha partido para o céu, fiquei desesperada tive uma baita recaída e fui parar no pronto socorro, outra pessoa me falou, porque vc não a procura no blog perdi meu bebe?... Deus me livre me recusei te procurar por la, algo dentro de mim me dizia que o Lucas estava firme e forte ai junto a Vc... Quanto vi as fotos dele ao seu lado grande, cabeludo, senti uma alegria tão grande, como voltar a acreditar que Deus existe sim, as vezes falha como no meu caso... Em fim, o Lucas esta tão lindo, jamais esquecerei dele, aqueles olhos abertos assistindo os desenhos da tv, chupando a chupeta com tanto gosto, e quando chorava e ninguém escutava, lembro-me que eu ficava apavorada... Em fim, toda aquela luta valeu apena  minha amiga, olha ai que grande, que lindooooooo... Me diz uma coisa, como encontrou meu blog? você sabia que a Letícia partiria??? Juro, te juro que eu não sabia, até o ultimo minuto eu acreditei!!! Grande beijo


Katia diz:
Sempre te procurei mas não lembrava o seu nome veja bem, lembrava apenas da Lelê e não conseguia te encontrar. Procurei notícias do Cauê na internet o bb trasplantado e vi que ele havia virado um anjinho no céu ai comecei a ler os comentário e encontrei um feito por vc, foi assim que te encontrei, todos os dias entro no blog, fiz até um comentário mas vc não respondeu fiquei com receio, de vc não querer contato comigo, no começo do mês falei do blog para a Renata mãe da anjinha Maria Clara, que tbem conheci no Incor mas faltou coragem de solicitar amizade para vc, esta semana que tive coragem de envia a solicitação. Não sabia que Letícia partiria ao contrário sempre acreditei que ela iria se recuperar, pela sua dedicação, Zelava tanto por ela que naquela madrugada a enfermeira chefe pediu para eu ir para outro andar porquê estavam tentando reanima lá, como eu fingi que estava dormindo ela percebeu e pediu para sair.... quando voltei ela estava no centro cirúrgico e não tive mais coragem de sair para falar com vc o quê,,,,,,,. Enfim até hoje não tenho o que te falar, não adianta eu tentar te consolar, só vc sabe o que está sentindo e vai sentir pelo resto da vida, mas tente ficar bem, imaginando que ela está cercada de anjinhos a vovó dela esta mimando bastante ela, e ela não quer vê a Mamãe dela triste, lembre-se dela com alegria com aquele cheiro de suco de uva...
Grande Beijo, agora estou me sentindo mais leve!
Obs. Desculpe as palavras escritas erradas, é a falta de prática.



Fabi diz:
Nem sei o que dizer, ficamos todos muito emocionados aqui em casa... Estamos todos muito felizes com o Lucas, é um pequeno grande Herói!!! Jamais me esquecerei de Vocês, seu amor por ele, sua dedicação era para mim um lindo exemplo a seguir, se a Letícia tivesse resistido eu estaria hoje seguindo seus passos, me inspirando em você... Toda sorte do mundo para vocês!!! Grande beijo e conte comigo sempre.

Kátia diz:
Foi uma grande luta que nunca havia imaginado que suportaria, mas deus me dizia para ter força que iriamos vencer, quando as forças ia embora lembrava da frase que vc me disse naquela manhã ..."Cuide bem do lucas" vc que tinha acabado de perde a sua Lelê...


Em fim,
Diante a tudo isso, o que mais posso fazer a não ser celebrar a vida do Anjo Lucas na terra e do anjo Letícia no céu... Anjo é assim, são especiais, mudam nossas vidas por completo, nos matam de susto, nos revigoram de amor... 

Ao Lucas só posso dizer...
Parabéns meu super heroizinho você venceu todas as batalhas porque é um Anjo muito especial, sua missão não é partir e sim VIVER... VIVA MEU AMOR, VIVA... VIVA E ENCHA SUA MAMÃE KÁTIA DE AMOR E CARINHO... Ela merece!!!

E ao Anjo Letícia quero dizer:
Te amei no momento em que ouvi as batidas do seu coração, te amei ainda mais quando você nasceu, você só tinha um minuto de vida e eu ja sabia que daria minha vida a você, puxa, como queria ter dado... Te amei ainda mais quando você foi morar no céu e te amo ainda mais a cada segundo que passa, você é minha vida, é minha historia, é meu mundo, é meu tudo!!! 
OBRIGADA POR SER ETERNAMENTE MINHA FILHA, TE AMO ATÉ DEPOIS DO INFINITO♥



"AO ACORDAR JÁ TEREI PARTIDO, FICAREI DE LONGE, ESCONDIDA, MAS SEMPRE PERTO, DE CERTO, COMO SE FOSSE HUMANA, VIVO VIVENDO PRA TE CUIDAR, TE PROTEGER, SEM VOCÊ ME VER, SEM SABER QUEM SOU, SE SOU SEU ANJO OU SE SOU O SEU AMOR!..."
Seu Anjo, seu Amor... Letícia.



3 comentários:

Eliane Nascimento Sopran disse...

Fabi...estou muito emocionada com tudo o que li aqui....demais..como se fosse coisa de Deus ter colocado vcs duas ali dividindo de alguma forma esta situação q vai marcas pelo resto da vida a historia de cadauma de vcs....que lindo seu gesto "cuida bem do Lucas"....pode parecer coisa pouca mas fez total diferença na vida da mãe do Lucas pra ter forças pra lutar pela vida dele. E Esse trecho que vc colocou eu achei lindo...seu anjo, seu amor..posso copiar é de sua autoria? quero pedir licença para colocar em meu blog para a minha filhinha anjinha de Cristo hoje,se me permitir, claro....bjinhos com asas flor, mãe de anjo...mãe especial da Lelê!

Fabiana Gomes disse...

Oi Eliane, bem vinda minha... Muito obrigada por suas palavras... Esse trecho não é meu, não me lembro onde foi que copiei, pode usa-lo sim... Sinto muito por sua filha ter ido morar tão longe de ti, no céu, mas saiba que hoje ela é seu Anjo, sua estrelinha que ilumina sua vida. Grande beijo.

Nathacha Caroline disse...

Ai, ai, estou com os olhos cheios de agua, emocionada, lindo o texto, lindo o reencontro de vcs, fiquei até sem palavras, neste post seu como sempre, a gente sente um turbilhao de sentimentos, sinto perfeitamente ... Bjos e um abraço bem apertado.Fique com Deus!