Bem ti vi

Para você, Letícia, meu Bem-te-vi".
Viste, hoje, o passarinho na janela?
Tão frágil, tão pequeno, tão delicada fera.
Parece procurar-te, de primavera, em primavera. Até pousar cansado, noutra janela.
Ouviste-lhe, acaso, o canto de saudade? Também eu te procuro minha bela.
Encontro-te no meu peito, fiz-te um ninho, aconcheguei-te no meu altar.
É que aquele passarinho na janela lembrou-me o dia que há muito já perdi.
Bem me quiseste, e tanto bem te quis...
Quiseste mais, eu sei, compreendi. Tu frágil, doce, bela...
Lembro-me de ti. Esquecer-te, meu amor, seria como me esquecer de mim.
É que aquele último dia cerrou-te os olhos delicadamente, e entre beijos eu te vi partir...
Voaste!... Voaste firme e decididamente.
De volta para dentro de mim,
E eu... Fiquei aqui, a lembrar-te de ti, a sonhar contigo, esperando o dia em que poderei te ter aqui, em meus braços para abraçar-te, beijar-te, beijar-te, beijar-te..
Te espero até depois do fim.

Amigos

terça-feira, 25 de dezembro de 2012

Então é Natal.

E antes que eu tivesse me dado conta dia 24/12 chegou, véspera de natal. Puxa, e o que pensar nesse dia tão diferente, especial para uns, insignificante para outros, mesmo assim diferente?
Dia que a saudade aperta com mais força o peito, os olhos ficam frochos e parecem não conseguir segurar as lagrimas que teimam em cair o tempo todo.
Dia do nascimento de Jesus, aquele que veio para salvar a humanidade de todo o mal, no entanto as coisas acontecem de uma maneira estranha ao qual não sou capaz de entender, tão pouco aceitar, embora minha aceitação não tenha o poder de mudar absolutamente nada que possa acontecer em minha vida ou na vida de minhas filhas.
Posso resumir esse dia como um dia mais triste e mais difícil para uma mãe e um pai que perdeu uma filha tão amada, tão querida!!!
Sentindo o meu corpo pesar mais 300 quilos, levantei da cama e parti para o meu mais importante e especial compromisso de natal.
Levar flores a minhas flores, minha Princesa e minha rainha, minha filha caçula e minha mãe que hoje moram juntas no céu. Chegando la, chorei, chorei, chorei, muiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiito, a vontade é de abrir um buraco e me enfiar la com elas. Despedaçada vim embora, mas não para casa e sim para o segundo mais importante compromisso do dia, levar as lembracinhas na casa do Breninho, com ajuda das amigas Guida e Andrea consegui levar algumas coisas, gostaria de levado mais conforme planejado e combinado com outras pessoas, porem algumas pessoas tiveram apenas boa intensão e infelizmente boa intensão não basta.
Estar la, naquele apertamento lindo tão aconchegante, tão cheio de luz e amor me fez um bem sem tamanho, vim embora revigorada a ponto de passar no mercado e fazer compras para a noite. (decisão tomada somente naquele momento, pois até então os planos café da noite e cama antes das 22:00h). Passei na casa da minha irmã Ana e ganhei o presente mais lindo que já ganhei em toda minha vida.
Nas ruas um inferno, correria daqui, correria dali, mercado lotado, semafaros quebrados, um calorão, de repente um pé d'Água, como diria minha mãe, parecia que o mundo iria acabar, mas sei que não vai, minha esperança do mundo acabar foi embora no dia 21/12...RS
Em fim,
Chegando em casa lembrei que estávamos de mudança, me surpreendi pois quando cheguei marido e Karol tinham adiantado muita coisa, corri para ajuda-los, estava realmente com muita pressa pois precisava montar minha arvore de potinhos de ouro (isso sim ja estava decido a qualquer custo).
E assim fiz,

22:00h a casa estava OK, erar chegada a hora da minha mais linda missão da noite, montar a arvore enquanto Karol preparava a ceia.
22:30h e dali encher potinhos (delíciaaaa)...
23:00h Faltava apenas algum retoque da decoração.
23:50h tudo pronto, hora de tomar banho rapidinho e passar o natal com a minha família...
"Livro Mamãe estou aqui:

No capitulo 12:
Era natal e todas as crianças receberam a benção de ir visitar seus Pais," 

00:00h Estávamos todos nós:
Papai Ricardo, Mamãe Fabi, Karol, Gabi e com a benção dos avós Letícia... Sim eu acredito na força do amor, acredito que meu anjo estava conosco e estará sempre, em todos os momentos em que estivemos em paz sentindo amor, união, harmonia, ela vira e nos contagiara com sua ALEGRIA PLENA!!!
Obrigada minha Princesa de asas, você nos completa... És nosso amor maior!!!


Um comentário:

Mirlene Cristiane Andrade Lopes de moraes disse...

Olá!!Vi seu blog lá no GAMA e vim conhecer, sou mãe de anjo tbm,meu bebê nasceu com uma cardiopatia, mas infelizmente não foi diagnosticado qual.
Achei muito lindo seu blog,mas fiquei curiosa...sobre esses capítulos...É um livro?
Vou te seguir, se vc quiser fazer-me uma visita aqui está meu endereço.
http://mirleneandersonmiguel.blogspot.com.br/

Fica com DEus!