Bem ti vi

Para você, Letícia, meu Bem-te-vi".
Viste, hoje, o passarinho na janela?
Tão frágil, tão pequeno, tão delicada fera.
Parece procurar-te, de primavera, em primavera. Até pousar cansado, noutra janela.
Ouviste-lhe, acaso, o canto de saudade? Também eu te procuro minha bela.
Encontro-te no meu peito, fiz-te um ninho, aconcheguei-te no meu altar.
É que aquele passarinho na janela lembrou-me o dia que há muito já perdi.
Bem me quiseste, e tanto bem te quis...
Quiseste mais, eu sei, compreendi. Tu frágil, doce, bela...
Lembro-me de ti. Esquecer-te, meu amor, seria como me esquecer de mim.
É que aquele último dia cerrou-te os olhos delicadamente, e entre beijos eu te vi partir...
Voaste!... Voaste firme e decididamente.
De volta para dentro de mim,
E eu... Fiquei aqui, a lembrar-te de ti, a sonhar contigo, esperando o dia em que poderei te ter aqui, em meus braços para abraçar-te, beijar-te, beijar-te, beijar-te..
Te espero até depois do fim.

Amigos

quinta-feira, 28 de março de 2013

Perseverança

Após a Perdida de minha filha percebi que não mais vivia e sim sobrevivia, e mesmo para sobreviver era preciso lutar, pois o desanimo absoluto me fazia querer congelar no tempo, travei varias batalhas para manter-me em pé e principalmente manter lúcida minha mente, não que viver fosse algo me atraísse, pelo contrario, era apenas preciso.
Médicos, medicamentos, terapias passaram a fazer parte de minha rotina, e foi numa terapia que conversei com uma mulher que me dizia:
Perseverança, vá ao perseverança, você precisa ir La.
Demorei em entender do que se tratava o Centro Perseverança. Mas confesso que a insistência daquela mulher para que eu fosse até la aguçou minha curiosidade.
Nunca fui espírita, nasci num berço evangélico, acompanhada de minha Mãe cresci em meio a cultos e escola dominical, minha fé era essa, a fé dos envagelicos. Aprendia nos cultos e baseados na bíblia cristã que tudo é possível ao que crê. Que não existe limites para Deus, que tudo que pedires a Deus em nome de Jesus recebereis.
Minha Mãe era uma fortaleza, o alicerce de nossa casa, de nossa família, nada era capaz de derrubala, até que um dia fomos surpreendidos com o câncer... Tudo parecia ter perdido o sentindo, ficamos desesperados, mas ela continuou até o fim com sua fé inabalável. Inevitavelmente faleceu por conta da doença e eu perdi a fé. Demorei muito tempo até resgatar a fé perdida, mas resgatei levando em consideração que a fé dela permaneceu com ela até o fim.
Quando a Letícia nasceu eu estava na melhor fase de minha vida, feliz, completa e realizada, quando descobri seu problema no coração mergulhei no mais profundo de minha fé e acreditei incansavelmente que ela não morreria, que seria curada. Mas não aconteceu, novamente a perdi para a doença e novamente perdi minha fé. Dessa vez nada poderia me convencer do contrario, a fé era minha, só eu sei a grandeza dela e se a fé curasse, minha filha estaria hoje aqui correndo por minha casa, gozando da mais plena saúde...
Imediatamente rompi com religiões e crenças...
Passei há amargar os dias sem amparo.
Mas um dia Letícia apareceu em sonho, foi o encontro mais lindo de toda a minha vida, pois naquele momento eu pude perceber e sentir muitas coisas, em primeiro lugar matei a saudades dela, senti seu cheirinho de suco de uva novamente, seu peso em meus braços, seu carinho, vi aquele olhar apaixonado que ela sempre me olhou, e percebi que de alguma maneira que ainda não entendo ela continua viva.
Passei a acreditar dessa maneira, independentemente de religião.
Passei a esperar por ela e querer entender como esse fenômeno acontece.
Com isso levantei-me da cama, e parti para uma guerra de sobrevivência, de estudos e descobertas.
Determinada, pois compreendi que minha filha havia morrido, mas não estava morta!!!
Livros e mais livros foram lidos por mim, até chegar onde eu realmente queria acreditar, onde realmente fizesse algum sentindo, onde realmente me fizesse sentir-me melhor.
ESPIRITISMO...
O Espiritismo ensina-me exatamente o que eu quero aprender, me conforta, mais que isso me consola, me ajuda a viver.
Quando alguém como eu que não conhecia o espiritismo, que pelo contrario, seguia uma teoria completamente oposta, se depara com o espiritismo a primeira coisa que vem a cabeça é, um centro com pessoas possuídas batendo tambor... rs
Mas não é isso, pelo contrario, isso seria outra religião que nem saberei explicar por nunca ter me interessado a conhecer (não que seja certa ou errada) apenas não a conheço, e quem somos nós para julgar?
O espiritismo kadercista ao qual me refiro se trata de um local de paz, onde se vê muito mais paz do que em muitos cultos evangélicos que já presenciei.
La não se invoca forças do mal nem para  expulsá-los, não se grita, não gira, apenas meditam na palavra de Deus.
Não estou perante a tudo isso dizendo que me converti ao espiritismo, não, ainda não, ainda há muito que entender, que aprender.
Estou apenas dizendo que conheci um local de paz, onde me falam coisas que realmente fazem sentindo, onde encontro consolo.
Perseverança é o local.
Centro Espírita Perseverança.
Fui apenas 2 vezes e sai de la me sentido alem de confortada e consolada, REVIGORADA!!!
Na primeira vez em que estive La, fui meio que desconfiada, sentei pertinho da porta com o pensamento de que se eu não gostar, levanto-me e saio fora... rs
Mas isso não aconteceu, a energia de paz era tão grande que me tomou de uma imensa emoção.
Nesse dia algumas pessoas receberam cartas psicografadas, eu não, mas não sai de la triste, é claro que gostaria de ter recebido também, mas não veio e eu sai de la em paz, sentindo essa paz.
Sábado passado dia 23/03 estive la pela segunda vez, dessa vez sentindo-me mais ansiosa, pois se tratava de uma reunião ministrada especialmente para Mães, uma vez por mês acontece essa reunião, chamado encontro de mães.
Foi lindo, havia cerca de 600 pessoas sendo que a maioria eram mães e pais que perderam seus filhos de maneiras diversas.
Estávamos la todos com o mesmo sentimento de saudades e amor aos nossos filhos.
A palavra ministrada nos consolava e nos emocionavam.
Ao fim, algumas mães receberam mensagens de seus filhos, a alegria era imensa, valia mais do que um troféu. Em um determinado anuncio de mensagem um Senhor muito simpático gritou:
Obrigado filhão... MEU GAROTO!!!
Realmente a alegria foi imensa.
Ao todos foram 17 mensagens.
Eu não recebi mensagem, mas recebi um recado de um mentor chamado Vinicius referente à Letícia... Mal pude acreditar quando escutei a pessoa que estava anunciando as mensagens pronunciar o nome dela:
Letícia Novaes Gomes.
E para que eu não tivesse duvidas contratempos aconteceram.
1º eu sabia que teria que chegar ao centro até as 15:00h para entregar a fichinha dela no setor de psicografia, na esperança de receber essa graça. Mas as 15:00h eu estava no transito completamente perdida, Sei que essa é a norma, mas cheguei la 16:03h às portas da psicografia estavam fechadas e a reunião no outro setor começando, pedi ao um Senhor que trabalha no centro que, por favor, entregasse a fichinha na psicografia, mas ele me disse que não tinha autorização, que as portas fecham as 15:00h porque eles ficam em oração e vibração e por conta disso não era possível interromper, mas eu insisti, estava realmente aflita, pedi que ele colocasse debaixo da porta, e ele aceitou.
Parti para a reunião e no fim da reunião quando se é anunciado sobre as mensagens e recados, uma carta direcionada a mim estava la, a pessoa que anuncia disse:
Tenho aqui um recado do Vinicius que estava esperando para ser entregue, que bom que chegou mesmo que na ultima hora. Recado de Vinicius para a Mamãe Fabiana de Letícia Novaes Gomes.
Ao me direcionar ao setor de caligrafia varias mães estava à espera de ser chamadas, sem perceber me sentei ao Lado de Ana Carolina Oliveira, mamãe da Isabella Nardone e quando me dei conta de quem ela era, falei:
Você é mamãe da Isabella não é?
E ela olhando fixamente em minha camiseta respondeu:
Sim, e você é mamãe da Letícia.
E concluiu,
Estamos juntas!!!
Logo me chamaram e o recado contem 4 folhas, vou resumir.
O recado explica que como a Letícia desencarnou há pouco tempo e ainda é uma bebezinha não pode vir para enviar ela mesmo à mensagem, então Vinicius a me ver chegar desesperada por noticias do céu, se compadeceu e foi a encontro dela.
Disse que ela foi amparada no momento que faleceu, foi carinhosamente amparada e por ser uma bebezinha é muito cuidada e bajulada, disse também que o probleminha que ela tinha no coração já não existe mais e que ela cresce e desenvolve naturalmente, é muito feliz e alegre, sente orgulho da mamãe que sempre a cuidou com tamanho amor e dedicação, me acompanha de la e o amor ao qual sentimos por ela chega até ela como alimento para sua alma.
Por fim, ele pede que eu não tenha medo que aconteça novamente, diz que não acontecera e também é preciso que eu entenda que a partida da Letícia não fora um castigo e sim uma missão breve que juntas precisávamos cumprir, que nosso laço não se rompe com a morte, e juntas estaremos eternamente.
Entre outras coisas, isso foi o mais importante, chegou a mim com uma brisa suave e perfumada, acalentou minha alma, me trouxe paz e esperança.

Para quem não acredita eu o respeito, assim como peço que me respeitem.
Eu acredito na força do amor, sim eu acredito!!!

Obrigada minha Princesa Anjo mamãe ama você!!!

5 comentários:

Roberta disse...

Que lindo Fabi, acredito que o amor pode ser entregue de toas as maneiras... A Letícia, com certeza deve te acompanhar lá do céu.... Amor maior do mundo!!!

Renielle disse...

Perfeito Fabi!!...Muito emocionada..Bjos

Elis Marques disse...

Nossa Fabi... fiquei arrepiada!
Eu acredito amiga... e me emocionei ao ler o recadinho que a Lêle te mandou...
Eu também tenho frequentado um grupo espírita aqui INSTITUTO Espírita Bezerra de Menezes... gosto muito das reuniões e de todas as religiões, é a que mais acalenta meu coração...
Beijos amiga... e estamos juntas!

Flávia Magnani disse...

Perfeito amiga... eu não só acredito como tbém encontrei o meu conforto no espiritismos e foi nele que vi, vivi e senti a serenidade de continuar. A paz que habita nesses lugares é indescritível, exatamente como vc falou, ja fui a vários cultos e missas que não tinha um terço dessa paz que encontro no LAR DE FREI LUIZ...
Muita LUZ amiga!
Estou muito feliz por vc!

Anônimo disse...

Meu nome e Andrea e acompanho seu blog, mas nunca deixei recado. Impressionante como as coisas acontecem no tempo certo. Tambem passei por isso faz 09 anos, mas ate hoje o vazio existe, e sei que sempre existira... Tenho vontade de ir no perseverança e depois de ler tudo isso minha vontade aumentou. bjs.