Bem ti vi

Para você, Letícia, meu Bem-te-vi".
Viste, hoje, o passarinho na janela?
Tão frágil, tão pequeno, tão delicada fera.
Parece procurar-te, de primavera, em primavera. Até pousar cansado, noutra janela.
Ouviste-lhe, acaso, o canto de saudade? Também eu te procuro minha bela.
Encontro-te no meu peito, fiz-te um ninho, aconcheguei-te no meu altar.
É que aquele passarinho na janela lembrou-me o dia que há muito já perdi.
Bem me quiseste, e tanto bem te quis...
Quiseste mais, eu sei, compreendi. Tu frágil, doce, bela...
Lembro-me de ti. Esquecer-te, meu amor, seria como me esquecer de mim.
É que aquele último dia cerrou-te os olhos delicadamente, e entre beijos eu te vi partir...
Voaste!... Voaste firme e decididamente.
De volta para dentro de mim,
E eu... Fiquei aqui, a lembrar-te de ti, a sonhar contigo, esperando o dia em que poderei te ter aqui, em meus braços para abraçar-te, beijar-te, beijar-te, beijar-te..
Te espero até depois do fim.

Amigos

segunda-feira, 4 de março de 2013

Veja com que entende do assunto o que é ser Mãe de Anjo:



Carinho lindo que recebemos da  Robertinha, Mamãe do Anjo Byanca. Lindo, comovente, e muito emocionante a maneira como nós Mães definimos o que é realmente ser uma Mamãe de Anjo. Antes do vídeo começar um nó se atou na garganta eu sabia que seria emocionante demais, o que eu não imaginava é que seria tão lindo... Cada Mãe com seu filho relatando a dor por estar longe de seu filho e ao mesmo tempo demonstrando o maior e mais belo sentimento que existe, o amor incondicional. Sim, podemos como ninguém afirmar que conhecemos e sentimos um amor maior de todos, realmente incondicional pois ele supera até mesmo a barreira da morte, nos mantém conectados aos nossos filhos em cada minuto de nossos dias, os mantém vivos em nossa memória, em nossos corações... Em cada relato a mesma semelhança pois sentimos, sofremos e acima de tudo amamos na mesma proporção aqueles que partiram mas que jamais deixarão de existir em nossas vidas.


A Letícia me trouxe esse amor, amor tal que eu não conhecia e nem fazia menção ao ouvir falar, até então eu conhecia o amor, mas esse, o incondicional foi ela que trouxe a mim... Obrigada minha nega de cachinhos, acabo de te amar ainda mais simplesmente porque o ponteiro do relógio mudou de um minuto para outro... Amor que não cabe em mim.


Um comentário:

Roberta disse...

Foi com amor, amor e amor que fiz o vídeo dos nossos anjinhos, em cada palavra de vcs é impossível segurar a emoção, fomos escolhidas pra uma tarefa não nada fácil SER MÃE DE ANJOS, mas nem tudo é só tristeza, a prova disso são as amizades que conquistamos que carregam tão grande amor e saudade o quanto carregamos, eu amo ter encontrado vcs!