Bem ti vi

Para você, Letícia, meu Bem-te-vi".
Viste, hoje, o passarinho na janela?
Tão frágil, tão pequeno, tão delicada fera.
Parece procurar-te, de primavera, em primavera. Até pousar cansado, noutra janela.
Ouviste-lhe, acaso, o canto de saudade? Também eu te procuro minha bela.
Encontro-te no meu peito, fiz-te um ninho, aconcheguei-te no meu altar.
É que aquele passarinho na janela lembrou-me o dia que há muito já perdi.
Bem me quiseste, e tanto bem te quis...
Quiseste mais, eu sei, compreendi. Tu frágil, doce, bela...
Lembro-me de ti. Esquecer-te, meu amor, seria como me esquecer de mim.
É que aquele último dia cerrou-te os olhos delicadamente, e entre beijos eu te vi partir...
Voaste!... Voaste firme e decididamente.
De volta para dentro de mim,
E eu... Fiquei aqui, a lembrar-te de ti, a sonhar contigo, esperando o dia em que poderei te ter aqui, em meus braços para abraçar-te, beijar-te, beijar-te, beijar-te..
Te espero até depois do fim.

Amigos

terça-feira, 5 de novembro de 2013

Finados

Nesse dia dos finados eu decidi, não irei ao cemitério, meu papo reto não sera com o sub solo e sim com o piso superior, falarei de saudades, falarei de amor, sei bem onde esta, olharei para cima e gritarei em silencio, sei que me escuta, me compreende e isso alivia meu coração. Mãe querida, Filha linda, "adorada", hoje a saudade machuca mais que nos demais dias, não gosto do rótolo finados pois para mim não morreu e sim vive uma vida plena e feliz, perdoa-me por hoje eu não levar flores em seu jardim, no natal prometo que farei isso assim como tenho feito durante os 2 últimos natais anteriores, brilha por mim minha estrela menina, brilha e com sua alegria plena aquece, acalma e tranquiliza o coração da mamãe, te amo eternamente meu solzinho, meu pedacinho do céu.

Um comentário:

Meyre disse...

Com certeza lá é somente onde seu corpo está, mas sua alma te ilumina, e junto ao Senhor ela permanece, Grande Abraço.