Bem ti vi

Para você, Letícia, meu Bem-te-vi".
Viste, hoje, o passarinho na janela?
Tão frágil, tão pequeno, tão delicada fera.
Parece procurar-te, de primavera, em primavera. Até pousar cansado, noutra janela.
Ouviste-lhe, acaso, o canto de saudade? Também eu te procuro minha bela.
Encontro-te no meu peito, fiz-te um ninho, aconcheguei-te no meu altar.
É que aquele passarinho na janela lembrou-me o dia que há muito já perdi.
Bem me quiseste, e tanto bem te quis...
Quiseste mais, eu sei, compreendi. Tu frágil, doce, bela...
Lembro-me de ti. Esquecer-te, meu amor, seria como me esquecer de mim.
É que aquele último dia cerrou-te os olhos delicadamente, e entre beijos eu te vi partir...
Voaste!... Voaste firme e decididamente.
De volta para dentro de mim,
E eu... Fiquei aqui, a lembrar-te de ti, a sonhar contigo, esperando o dia em que poderei te ter aqui, em meus braços para abraçar-te, beijar-te, beijar-te, beijar-te..
Te espero até depois do fim.

Amigos

terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

De volta a internet

De repente me vi sem acesso a internet e quase, quase enlouqueci...rs De uma hora para outra ficamos sem acesso, o notebook que estava cheio de vírus pifou, ao mesmo tempo que após um chuva muito forte o PC queimou e até o tablet não quis mais saber de ligar... Puxaaaaa, tudo de uma vez...
Difícil definir o que a internet significa para mim, foi sem duvidas uma válvula de escape quando a Letícia foi para o céu, num momento em que eu não tinha forças para falar, meu coração gritava através de minhas postagens no blog, e isso era tudo o que eu precisava, desabafar, gritar para o mundo minha dor, minha indignação, minha revolta, minha ira, minha saudade, meu amor absoluto, magnânimo, maior que todas as coisas... A internet me ajudou a viver num momento em que tudo o que eu queria era morrer, e de repente ficar sem ela é como ficar sem chão, sem ar... Algum tempo se passou mas tudo dentro de mim continua igual, meus interináveis questionamentos sobre o porque uma bebezinha precisa partir, o porque eu como mãe precisei passar por aquele terremoto, o porque eu como mãe preciso viver com essa saudade que fere minha alma, esse vazio me esfaqueia meu coração, esse amor que de tão grande sufoca-me a ponto de me fazer gritar em silencio... Jamais vou entender, jamais aceitarei seja a justificativa que for, por fim sei que nada me fara entender, nada aliviara a dor que sente o meu coração... Hoje consigo lidar melhor com o fato dela morar no céu e eu aqui, consigo enxergar que ela é um Anjo, ela mesmo me fez entender dessa maneira, Anjo no entanto filha, jamais deixara de ser... Tenho feito de tudo para tentar  viver de uma maneira menos cruel, tentando não me castigar tanto, buscando-a em sonhos e acreditando fielmente que um dia estaremos juntas novamente, isso me acalma. é pouco, infinitamente pouco, difícil acostumar com pouco quando antes se tinha tudo... mas isso é tudo o que tenho hoje, a fé, a esperança e o amor que cresce e floresce a cada dia...
Ao pegar um novo computador o primeiro impulso foi vir aqui, nesse cantinho que é meu, ou melhor nosso, aqui me sinto mais perto dela, é como se tudo que eu falasse ela pudesse ouvir, por isso vim até aqui para dizer que estou com muita, muita saudade... Que responsabilizo a ela tudo o que de melhor acontece em minha vida, que ela é um Anjo perfeito e que eu a amo mais a cada segundo que muda nos ponteiros dos relógios do mundo todo. Meu coração que parece não suportar tanto amor surpreende-me amando-a ainda mais, é minha princesinha de asas, meu potinho de ouro, aquela com eu sonho acordada em todo o momento e peço incansavelmente que possa sonhar também dormindo, que ela possa vir me visitar, aquela que me trouxe o maior amor que existe, UM AMOR ALEM DA VIDA, aquela que me presenteou com um presente lindo cor de rosa chamada Mariana, aquela que abençoa a irmãzinha em todos os momentos, que ilumina a família, que é o maior amor de nossas vidas...

Letícia... amo-te mais, mais e mais, a cada dia amo mais!!!

Um comentário:

Anônimo disse...

Que bom que vc voltou... Tava com saudades de ler postagens novas aqui no seu blog, dona Fabiana... A senhora escreve coisas tão lindas... Me emociona pacas... Meu, a senhora é uma pessoa muito amorosa e muito forte, por isso me admira tanto... Que bom que voltou! Mal posso esperar pra te ver on no mesmo momento que eu e poder falar mais contigo, hehe... A Letícia é muito linda, Jesusss, impossível não se encantar ao ver as fotos e vídeos dela! É uma pena que ela teve de partir tão cedo, mas com certeza ela olha por ti e por toda a sua família lá de cima, afinal, ela é um anjo, né <3 Continue postando e desabafando, essa guria sempre vai estar aqui pra ler cada palavra sua...
Vittoria