Bem ti vi

Para você, Letícia, meu Bem-te-vi".
Viste, hoje, o passarinho na janela?
Tão frágil, tão pequeno, tão delicada fera.
Parece procurar-te, de primavera, em primavera. Até pousar cansado, noutra janela.
Ouviste-lhe, acaso, o canto de saudade? Também eu te procuro minha bela.
Encontro-te no meu peito, fiz-te um ninho, aconcheguei-te no meu altar.
É que aquele passarinho na janela lembrou-me o dia que há muito já perdi.
Bem me quiseste, e tanto bem te quis...
Quiseste mais, eu sei, compreendi. Tu frágil, doce, bela...
Lembro-me de ti. Esquecer-te, meu amor, seria como me esquecer de mim.
É que aquele último dia cerrou-te os olhos delicadamente, e entre beijos eu te vi partir...
Voaste!... Voaste firme e decididamente.
De volta para dentro de mim,
E eu... Fiquei aqui, a lembrar-te de ti, a sonhar contigo, esperando o dia em que poderei te ter aqui, em meus braços para abraçar-te, beijar-te, beijar-te, beijar-te..
Te espero até depois do fim.

Amigos

terça-feira, 21 de outubro de 2014

Um até logo a Ana Júlia

Não há palavras, não há consolo, a dor é imensa, e por fim o que fica é o amor, um amor absolutamente grande a ponto de abrandar o coração... Hoje choro com vocês e durante toda a eternidade a-amarei nossa pequena estrela que no céu foi brilhar ao lado da prima... Nossas meninas... Um dia a teremos de volta, Eu acredito!!! Dias difíceis, não será fácil, mas de corpo e alma estarei com vcs, e juntos enfrentaremos mais esse golpe. Com amor, venceremos mais essa guerra. 
Ha quase 3 anos, nesse mesmo mes de outubro devolvemos Letícia ao céu, o tempo pode ter passado no calendario, para as outras pessoas, mas para mim nada mudou, a dor é mesma dilacerante como a do primeiro momento, o mes de outubro para nós da família ja era um mes de tristeza, agora nesse mesmo tenebroso mes tivemos a triste missão de devolvermos outro bebe de nossa familia, nossa Princesinha Ana Julia que estava prevista para nascer em janeiro... E puxaaa quantos planos ja tinhamos para com ela realizar... Minha cunhada Gislaine gravida de 26 semanas a perdeu sem nem ao menos um porque, tudo parecia normal se não pelo fato da pequena ter parado de mexer, Após horas e horas em trabalho de parto Ana Julia nasceu sem vida, o laudo na necropsia acusou parada respiratoria sem nenhum motivo aparente. Em fim, tivemos que nos despedir da pequena, tão linda, completamente formada, só faltava crescer... Entrar naquele velório foi como voltar ao tempo e estar novamente no velorio da Letícia, muita dor em meu coração, muita confusão em minha cabeça, olhar para os meus cunhados e imaginar que estavam sentindo a mesma dor que carrego em meu perto, partiu meu coração, não desejo esse mal a ninguem, penso que nenhum pai ou mãe deveria enterrar seu filho, é ant natural, vai contra a natureza, somos feitos para enterrar nossos pais e sermos enterrados por nossos filhos, e quando essa ordem se inverte a cabeça não entende... Não entende mesmo!!!
Passe o tempo que passar jamais entenderei o porque precisei velar minha filha dormindo dentro de um caixãozinho branco, enterrar minha filha e ver com meus proprios olhos pessoas jogando terra sobre ela... Parece um pesadelo, mas infelizemente é tudo real, ha 3 anos passei por isso, adoeci e numa sarei, enlouqueci naquele dia e nunca recuperei-me, morri um pouco e todos os dias morro um pouco...
Tive a Mariana e juro por Deus, foi a melhor escolha que ja fiz na minha vida, Mariana aquece-me, abranda-me, encoraja-me a viver, ela com toda sua doçura alegra meus dias que se tornaram tão tenebrosos, karol e Gabi me obrigaram a não desistir de viver e por elas, essas 3 estou aqui, mas quando penso que falta uma, a confusão invade-me e a angustia maltrata-me...
Tive 4 filhas não entendo o porque uma delas não pode estar aqui conosco... Nunca vou entender, nunca vou aceitar!!!
O me consola é acreditar que um dia a terei novamente em meus braços e entregarei a ela todo o amor guardado aqui dentro, nesse dia voltarei a ser plena, voltarei a me sentir completa... Nesse dia encontrarei também Ana Julia e tirarei todas as fotos que eu e a Mamãe Gislaine tínhamos planejado e sonhado...

Nenhum comentário: